Fórum de Negócios Portugal-Marrocos.

O Fórum de Negócios sob o tema “Portugal-Marrocos: uma parceria para um futuro próximo e verde”, promovido pela AICEP, entre os dias 22 e 27 de Novembro 2021, contou com a participação do Secretário de Estado para a Internacionalização de Portugal, Eurico Brilhante Dias, de uma missão empresarial, de uma delegação da Direção Geral da Energia e Geologia (DGEG), assim como de uma delegação da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, num total de 31 participantes.

Esta iniciativa, constituída por várias ações, designadamente seminário, reuniões b2b, ateliers temáticos, visita a empresas e a outros parceiros marroquinos assim como a realização de encontros técnicos nos quais participaram cerca de oitenta atores estratégicos locais, públicos e privados, nos domínios das energias renováveis, da eficiência energética e das smart cities (cidades inteligentes) /mobilidade elétrica.

Tratou-se do primeiro evento no mercado com características multidisciplinares, no âmbito do qual foi lançado o Conselho Económico Portugal-Marrocos, entre a CGEM – Confédération Générale des Industries du Maroc e a Confederação Empresaria de Portugal – CIP, com o objetivo de desenvolver e aprofundar parcerias nos sectores automóvel, aeronáutico, tecnologias de informação e comunicação, têxtil e saúde.

Foram igualmente assinadas duas convenções, designadamente entre a AICEP e a AMDIE – Agence Marocaine de Développement des Investissements et des Exportations; e entre a AMICA – Association Marocaine pour l’Industrie et le Commerce de l’Automobile, os IFMIA – Instituts de Formation aux Métiers de l’Industrie Automobile e a AICEP.

A primeira convenção visa o desenvolvimento da cooperação nas áreas do investimento e da promoção das exportações e a segunda tem como foco o desenvolvimento do ecossistema automóvel de ambos os países, em coordenação com os principais operadores de Marrocos e de Portugal.

Como resultado deste conjunto de iniciativas, já está a ser preparado um plano de ação para cada uma das áreas envolvidas, no sentido de reforçar o papel do nosso tecido económico no mercado.

O que pensas sobre isto? Mais um Fórum? Não começam a ser demais? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo dá um “like (gosto)”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.