Fundo Africano de Desenvolvimento, um dos melhores do Mundo.

O Fundo Africano de Desenvolvimento foi classificado o segundo melhor entre 49 agências de desenvolvimento internacionais pela qualidade dos seus programas o que sublinha a sua relevância para os países mais vulneráveis ​​do continente africano.

O Fundo Africano de Desenvolvimento é um do “braço” do Grupo do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD). De acordo com a quinta edição do relatório Quality of Official Development Assistance, o Fundo está a atender e bem o seu grupo-alvo, ou seja, concentrar-se na pobreza e nos países menos assistidos.

A publicação é um produto do Center for Global Development e avalia os programas bilaterais de 29 países membros do Comité de Assistência ao Desenvolvimento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e das 20 maiores agências multilaterais que fornecem assistência oficial ao desenvolvimento.

O relatório destaca o Fundo Africano de Desenvolvimento e os seus parceiros por serem hábeis em garantir que o desenvolvimento chegue aos destinatários programados e é um sinal encorajador de que o Fundo Africano de Desenvolvimento está a investir os seus recursos onde eles são mais necessários.

Segundo o mesmo relatório “há uma mensagem clara e consistente para os formuladores de políticas: usar o sistema multilateral pode apoiar a eficácia do desenvolvimento”, observa o relatório. “… os multilaterais estão particularmente bem posicionados para ajudar os países a responder ao COVID-19, com alcance global, amplos mandatos e experiência, uma série de instrumentos de financiamento e conhecimento dos contextos locais.”

Simon Mizrahi, Diretor do Desempenho e Resultados do Banco Africano de Desenvolvimento, disse: “este relatório não poderia ter sido publicado numa melhor altura, já que o Banco Africano de Desenvolvimento se esforça para apoiar os africanos durante uma crise económica e de sanitária sem precedentes e confirma que o Banco está no caminho certo. Melhoramos todo os dias e vamos mais longe para apoiar países em todo o continente para que aumentem a resiliência e ofereçam uma melhor qualidade de vida aos seus povos.”

O relatório examina 17 indicadores comuns a todas as agências. Os autores apontam que a sólida classificação do Fundo de Desenvolvimento Africano em 2021 faz parte de um histórico, que remonta a 2010.

O Fundo Africano de Desenvolvimento é composto por 32 estados contribuintes. Beneficia 37 países, incluindo estados frágeis que precisam de apoio especial para garantir a prestação de serviços básicos.

Recorde-se que a Quality of Official Development Assistance é uma ferramenta desenvolvida pelo Center for Global Development e pela Brookings Institution para medir quais doadores fornecem “ajuda de maior qualidade” e como eles a podem melhorar e paralelamente, avalia os esforços para cumprir os compromissos assumidos em relação ao desenvolvimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.