Sob a presidência da Arábia Saudita, a Cimeira do G20 deu início aos seus trabalhos através de uma série de eventos virtuais focados no meio ambiente, com uma mesa redonda que teve como convidado o chefe de tecnologia da petrolífera Aramco.

A Cimeira será marcada pelo contexto da situação gerada pela pandemia em todo o mundo, algo que o G20 já abordou em várias ocasiões desde que a Arábia Saudita assumiu a presidência no final de 2019 e, sobretudo, a partir de março de 2020.

O primeiro dia da Cimeira sob o lema “aproveitar as oportunidades do século XXI para todos”, foi marcado por mesas redondas, por vídeo conferência devido às restrições do novo coronavírus, que impediram Riade de acolher a reunião do G20 este ano.

A Cimeira de Chefes de Estado e do Governo do G20 também vai decorrer ‘online’ e vai focar-se no impacto da pandemia no âmbito económico, social e humano.

O G20 é composto pela África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia, Arábia Saudita e União Europeia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.