O Ministro do Comércio e Indústria do Gana, Alan Kyerematen, e a Secretária de Estado do Reino Unido  do Comércio Internacional, Elizabeth Mary Truss, alcançaram a 31 de dezembro um consenso sobre o acordo por meio de uma videoconferência que terminou com um fortalecimento do comércio existente entre os dois países.

De acordo com o acordo, Gana teria acesso livre de impostos e cotas ao mercado do Reino Unido, enquanto as mesmas reduções de tarifa preferencial seriam concedidas aos exportadores britânicos.

O acordo também forneceu a base para replicar os efeitos das relações comerciais já estabelecidas entre o país e o Reino Unido, sustentadas por fortes conexões de pessoas para pessoas, que ambos consideram  ter impulsionado o crescimento económico, criado empregos e inspirado criatividade e inovação nos países.

A declaração ministerial conjunta sobre o acordo indicou ainda que, “pretendemos nas próximas semanas finalizar o texto do acordo para refletir o progresso feito em relação às regras de origem, acordos de acumulação, compromissos com prazos, disposições para cooperação para o desenvolvimento e compromissos aos direitos humanos e à boa governança. “

As duas partes reafirmaram a ambição, comum, de aprofundar ainda mais a parceria no futuro e também trabalhar com os parceiros da África Ocidental “para fazer progressos em direção a um acordo regional”.

Num tweet sobre o acordo, o alto comissário britânico no Gana, Ian Walker, observou que no ano passado (2020), o comércio entre o Reino Unido e Gana totalizou mais de  1,2 mil milhões de libras e disse: “Hoje, a nossa parceria mutuamente próspera continua a fortalecer-se à medida que os nossos países chegam a um consenso sobre os principais elementos do acordo e estou ansioso para ver o acordo terminado em breve.”

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.