Gestão fronteiriça Guiné-Bissau/Senegal.

Um seminário entre o Senegal e a Guiné-Bissau para uma melhor gestão da sua área transfronteiriça foi realizado na passada sexta-feira, 22 outubro 2021 em Bissau, segundo a agenceecofin. Objetivo, lutar contra o crime organizado e ajudar o desenvolvimento desta região estratégica para o comércio entre os dois países.

Na noite de sexta-feira, autoridades administrativas e militares senegalesas e Bissau-guineenses, bem como representantes da sociedade civil reuniram-se em Bissau para discutir segurança e desenvolvimento ao longo dos 338 km de fronteira comum entre os dois países.

Esta importante área geográfica para transporte e comércio tornou-se um terreno fértil para o crime organizado, incluindo tráfico de drogas, roubos, extração ilegal de madeira, corrupção de terras e abuso policial.

O este seminário iniciado pelo PNUD visa estabelecer um plano de ação concreto para combater os crimes transfronteiriços e desenvolver as regiões em causa, em particular Bafatá, Oio e Cacheu.

Do lado civil, as duas partes comprometem-se a fazerem os esforços necessários à segurança e ao desenvolvimento das populações dessas regiões.

Do lado militar, o chefe do Estado-Maior do Exército senegalês e o seu homólogo Bissau-guineense também abordaram a questão dos separatistas de Casamança, baseados em Cassolol, não muito longe da fronteira.

As operações para desalojá-los já começaram e os oficiais de ambos os lados pretendem cooperar para realizá-las.

“Todas as questões transfronteiriças foram tratadas e os dois exércitos estão em perfeita harmonia”, disse o general senegalês Cheick Wade.

close
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.