O grupo empresarial português MCA anunciou esta quinta-feira que vai instalar um milhão de painéis solares em Angola e construir sete centrais solares fotovoltaicas nos próximos dois anos e meio, num investimento de 523 milhões de euros.

É um projeto internacional que promete revolucionar o acesso à energia em Angola: ao abrigo do MCA Solar Angola, nos próximos dois anos e meio vão ser construídas 7 centrais solares fotovoltaicas e instalados 1 milhão de painéis solares, num total de 370 megawatts (MWp).

É energia suficiente para servir 2,4 milhões de pessoas, num território com carências no abastecimento e no acesso à rede pública, sobretudo em meios rurais. Centenas de angolanos que vivem em zonas isoladas vão ter energia pela primeira vez, com a particularidade de se tratar de energia “limpa”, evitando a emissão de 935.953 toneladas de CO2 por ano.

O MCA Group é a principal entidade do consórcio que desenvolveu todo o projeto MCA Solar Angola, desde a componente tecnológica à financeira, passando pela certificação, de acordo com padrões internacionais de impacto ambiental e social. Os parceiros são de várias geografias (Suécia, Holanda, Estados Unidos ou Coreia do Sul) e reuniram-se pela sua dimensão, experiência e visão estratégica sobre sustentabilidade.

O projeto, no valor de 523 milhões de euros, é o maior programa integrado, público, de intervenção em energias renováveis na África Subsaariana. Foi concebido com a ambição de gerar um impacto ambiental, social e económico positivo em Angola e vai marcar o futuro da energia sustentável naquele país.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.