Na ausência da bancada parlamentar do PAIGC, a maioria dos deputados presentes no Parlamento da Guiné-Bissau aprovaram ontem (16/12) na generalidade o Orçamento do Estado para 2021, apresentado pelo Governo de Nuno Gomes Nabiam com o voto a favor de 54 deputados e uma abstenção do deputado do Partido da Nova Democracia. O presidente do parlamento não participou na votação.

O OGE de cerca de 253 mil milhões de francos CFA  (cerca de 386 milhões de euros).prevê um aumento de impostos, nomeadamente através do imposto da democracia, taxa de contribuição audiovisual, taxa de importação sobre materiais de construção, imposto sobre telecomunicações, taxa de saneamento e aumento do imposto profissional pago em alguns escalões..

Segundo o primeiro-ministro, Nuno Nabiam, o orçamento é mais restritivo e o volume do montante dos salários de mais de 50% das receitas, torna impossível o investimento.

Para além da ausência dos deputados do PAIGC, com exceção de cinco deputados que já tinham votado a favor do programa de Governo de Nuno Nabiam, não estiveram presentes quatro deputados da Assembleia do Povo Unido-Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB) e o deputado da União para a Mudança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.