III Fórum económico e empresarial Turquia-África.

O evento, com duração de dois dias, (21/22 outubro 2021) decorreu no Centro de Congressos de Istambul, sob o tema” Aprofundamento da Parceria Turquia-África: Comércio, Investimento, Tecnologia e Logística”

O III Fórum Económico e Empresarial “Turquia-África”, com vista ao reforço da cooperação entre a África e este país euro-asiático, foi coordenado pelo Ministério do Comércio da Turquia, em parceria com o Comissariado para o Desenvolvimento Económico, Comércio, Indústria e Mineração da Comissão da União Africana (CUA) e o Conselho de Relações Económicas Estrangeiras da Turquia (DEiK).

Segundo uma nota, o encontro foi tido “como uma plataforma de debate sobre a cooperação equitativa entre os pares”, ressaltando o papel emergente da África como um parceiro dinâmico no cenário global de negócios.

Visou ainda fortalecer os laços económicos, melhorar o comércio, o investimento, a inovação e a criação de empregos, construindo um futuro progressivo para os povos dos respetivos países.

Numa mensagem de boas-vindas endereçada aos participantes ao Fórum, o Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, manifestou o “grande interesse em consolidar as boas relações com os países africanos, construindo pontes de coração a coração entre nossa nação”.

“A essência das nossas relações com a África é a sinceridade, a fraternidade e a solidariedade”, reforçou o estadista turco na comunicação disponibilizada no portal desse III Fórum Económico e Empresarial “Turquia-África”.

Recorde-se que o presidente Recep Tayyip Erdogan terminou esta quinta-feira , 21 outubro 2021, uma nova visita ao continente africano, que se tornou o principal eixo da estratégia de influência turca nos últimos vinte anos.

Desta vez a digressão levou-o por Angola, Nigéria e Togo, dois meses antes da terceira cimeira Turquia-África a realizar-se em Istambul, em Dezembro 2021.

Pouco comentado nos média globais, monopolizados pelas ambições russas e chinesas na África, o sucesso da estratégia de influência turca é, no entanto, uma nova variável a ser levada em conta nos balanços regionais.

O interesse da Turquia pela África remonta aos anos 2000 quando as portas da União Europeia se fecharam e o país procurou novas saídas e começar uma política pró-ativa, primeiro na África Oriental, na Etiópia e na Somália em particular, antes de se voltar para o ocidente do continente e agora uma entrada na parte Austral com a visita a Angola.

Imagem: © 2021 Francisco Lopes-Santos
close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.