A inflação em Cabo Verde furou todas as expectativas em 2020 e os preços terminaram o ano a subir 0,6%, praticamente metade do que o Governo esperava, revela o Índice de Preços no Consumidor (IPC) do Instituto Nacional de Estatística (INE) cabo-verdiano.

Sendo uma das mais baixas em vários anos em Cabo Verde, esta taxa de inflação sucede a uma subida de preços de 1,9% de janeiro a dezembro de 2019, também segundo o histórico do INE.

Para 2020, o Governo cabo-verdiano chegou a inscrever no Orçamento do Estado uma previsão para a inflação de janeiro a dezembro de 1,2%, mas que foi revista a meio do ano devido à crise económica provocada pela pandemia de covid-19.

Passou então, com o Orçamento Retificativo aprovado em julho, para uma previsão da taxa de inflação acumulada de 1,0% em todo o ano.

Este registo surge após uma variação negativa nos preços em dezembro, de 0,1%, tal como já tinha acontecido em novembro e antes em outubro, de acordo com o histórico do INE.

O IPC já tinha registado em junho uma variação nula, tal como em setembro e agosto. Já em julho os preços subiram 0,4%, mas em pleno confinamento tinham descido 0,5% em maio.

O IPC arrancou o ano com os preços a caírem 0,3% e a subirem 0,1% em fevereiro, até estagnarem (0,0%) em março, no início da pandemia, descendo ainda 0,3% em abril.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.