A marfinense Ruth Gbagbi, já medalhista em 2016 nos Jogos do Rio com o bronze, igualou de novo a mesma proeza, nesta segunda-feira, 26 de julho 2021, desta vez em Tóquio, ao vencer a brasileira Milena Titoneli.

Como no Rio há cinco anos, Ruth Gbagbi subiu ao pódio olímpico. Ela é a primeira representante da África Ocidental a ganhar uma medalha desde o início das Olimpíadas de Tóquio 2020.

“Jamais esquecerei o dia 19 de agosto de 2016”, disse a atleta marfinense – que pratica taekwondo desde os 9 anos – e seguramente também não vai esquecer a de 26 de julho de 2021 ao conquistar a quarta medalha olímpica da história da Costa do Marfim.

Praticado por cerca de 80 milhões de pessoas em mais de 200 países e territórios, o taekwondo é um desporto popular na Costa do Marfim.

Com cinco títulos no Campeonato Africano e medalha de ouro nos Jogos Africanos de 2015 em Brazzaville, Ruth Gbagbi é a primeira mulher da África Ocidental a reivindicar duas medalhas nos Jogos Olímpicos.

Por seu lado a egípcia Hedaya Malak ganhou a primeira medalha egípcia no Taekwondo feminino na categoria de 67 quilos, dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Malak qualificou-se para os Jogos, em fevereiro de 2021, após superar uma lesão no tornozelo.

Ela já estava entre as três medalhistas do Egito nos Jogos Olímpicos do Rio de 2016 ao lado dos halterofilistas Sara Ahmed e Mohamed Ihab, que também conquistaram medalhas de bronze.

A norte-americana Paige McPherson foi a última adversária de Malak e a campeã egípcia teve um desempenho brilhante, vencendo por 17-6 e conquistando a medalha de bronze para o Egito.

Esta é a segunda medalha olímpica da atleta de 28 anos e é a terceira medalha olímpica do Egito em Taekwondo.

Finalmente, Seif Eissa deu ao Egito a sua segunda medalha ao conquistar bronze na competição masculina de Taekwondo de 80 quilos.

Eissa mostrou os seus talentos no taekwondo ao resto do mundo em 2014, quando ganhou o bronze nas Olimpíadas da Juventude de Verão em Taipei.

O percurso de Seif para a medalha de bronze não foi fácil.

Combateu e venceu o australiano Jack Marton nos oitavos-de-final antes de uma difícil vitória por 6-5 nos quartos-de-final contra o italiano Simone Alessio e de 12-4 contra o norueguês Richard Ordemann.

Esta é a primeira medalha olímpica de Eissa e a quarta medalha olímpica do Egito em Taekwondo desde sempre.

O continente africano conta agora com 5 medalhas:1 de ouro, outra de prata e três de bronze.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.