Luanda: Mais 436 novos autocarros em 2022

Megacidades, cidades com uma população de pelo menos 10 milhões, surgem por toda a África. Cairo no Egito, Kinshasa na República Democrática do Congo e Lagos na Nigéria já são megacidades, enquanto Dar-es-Salaam na Tanzânia e Joanesburgo na África do Sul atingirão esse “estatuto” até 2030, segundo as Nações Unidas.

Abidjan, na Costa do Marfim, e Nairobi, no Quénia, ultrapassarão os 10 milhões de habitantes antes de 2040.

Em 2050 Ouagadougou no Burquina Faso, Addis Abeba na Etiópia, Bamako no Mali, Dacar no Senegal e Ibadan e Kano na Nigéria atingirão a mesma população – elevando o total de megacidades na África para 14 em menos de 30 anos com o número de pessoas a viverem em áreas urbanas a duplicar para mais de mil milhões até 2042, segundo o Banco Mundial.

Luanda pode atingir o estatuto de “megacidade” com 12 milhões de pessoas antes ou em 2030 e o crescimento populacional deverá agravar os atuais problemas de transporte que a capital angolana enfrenta.

Assim, Luanda receberá, o mais tardar em maio de 2022, 436 novos autocarros que serão implantados no transporte público para facilitar a mobilidade urbana e periurbana.

O anúncio foi feito pelo ministro angolano dos Transportes, Ricardo de Abreu, na sequência de uma reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros, que decorreu nesta segunda-feira, 30 de Agosto 2021.

A entrada em serviço de novos veículos faz parte da implementação de um roteiro conhecido como Plano de Extensão e Desenvolvimento do Transporte Público. Trata-se de uma frota cuja implantação fortalecerá a atual, que conta com 314 autocarros para toda a metrópole, de forma a aumentar para 750.

Segundo o ministro dos Transportes, a operação “deverá ser alargada às restantes províncias, contando com as autarquias para a manutenção da sua operacionalidade”.

Espera-se que  ̶  enquanto se aguarda a implementação do projeto do metro de superfície de Luanda  ̶  estes novos autocarros sejam o início de uma solução para a mobilidade nesta megalópole angolana, com 8 milhões de habitantes, onde viajar pode levar horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.