Manual Digital para mulheres empresárias.

Financiado pelo BAD, o Manual da Transformação Digital para as Mulheres Empresárias Africanas oferece dicas, táticas e estratégias pessoais para reconstruir os negócios depois da pandemia.

Um novo guia para, e feito por mulheres empresárias africanas, fornece dicas em primeira mão sobre como começar e implementar um roteiro de transformação digital para construir a resiliência empresarial à Covid-19 e outros choques.

O Manual da Transformação Digital para Mulheres Empresárias Africanas é o primeiro de uma série de ferramentas digitais para mulheres empresárias africanas.

 O livro apresenta 24 mulheres e líderes empresariais africanas que partilham as suas “jogadas” pessoais de transformação digital.

“A transformação digital pode ‘virar o jogo’ para as empresas lideradas por mulheres e até ajudar a acelerar o acesso ao financiamento, a mercados, a conhecimento e inovação para um segmento que até agora tem sido, em grande parte, ignorado”.

Disse Esther Marieme Dassanou, Gestora do BAD.

“A transformação digital pode também levantar os preconceitos inconscientes que aumentaram as barreiras que as mulheres enfrentavam antes da Covid”, acrescentou Dassanou.

O Manual fornece sete dimensões empresariais cruciais para as mulheres avaliarem os seus negócios numa perspetiva de transformação digital: liderança & estratégia, tecnologia, cibersegurança, processos empresariais, pessoas, marketing & vendas, e transações financeiras.

No manual, empresárias africanas experientes partilham as suas comprovadas dicas, táticas e estratégias para se conseguir “fazer coisas” no negócio. O conhecimento é partilhado num formato de fácil leitura para que as mulheres empresárias o possam aplicar nos seus próprios negócios.

“As empresas detidas por mulheres precisam de construir resiliência durante tempos perturbadores e turbulentos, e a transformação digital é a chave para navegar com sucesso nestes desafios”.

“Ter infraestruturas digitais essenciais no local significa ter a capacidade de se manter ágil e de reagir rapidamente, tanto a oportunidades como a ameaças”.

Disse Melanie Hawken, fundadora e CEO das Leoas de África.

“A atividade digital pode conduzir a níveis de eficiência e produtividade e reduzir os custos operacionais, ao mesmo tempo que cria ferramentas para explorar novas oportunidades de mercado”, acrescentou.

O Manual da Transformação Digital para Mulheres Empreendedoras Africanas pode ser descarregado AQUI.

 

O que achas deste manual? Esta partilha de conhecimentos, não poderia ser efectuada de outra forma? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Imagem: © Lioness of Africa
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.