Este gesto, fi-lo com a cabeça de Maradona e a “mão de Deus”, assim se referia Maradona ao golo marcado à Inglaterra nos quartos de final do Mundial de 1986. Quatro anos depois no Mundial de Itália de 1990 os Camarões de Roger Milla fariam historia ao derrotarem a Argentina no encontro inaugural.

Maradona, considerado um dos melhores futebolistas da história  ̶  senão  o melhor para muitos  ̶  morreu aos 60 anos na sua residência, na Argentina vitima duma paragem cardíaca na sua vivenda na província de Buenos Aires.

A sua carreira de futebolista, de 1976 a 2001, ficou marcada pela conquista, pela Argentina, do Mundial de 1986, no México, e os dois títulos italianos e a Taça UEFA ganhos ao serviço dos italianos do Nápoles.

No início de novembro, o eterno camisola 10, técnico do Gimnasia La Plata, foi internado num hospital de Buenos Aires por dez dias devido a uma anemia, desidratação e uma “baixa anímica”, mas quando foi examinado, foi diagnosticado um hematoma subdural, e por isso foi submetido a uma cirurgia.

O Presidente da Argentina, Alberto Fernández, decretou três dias de luto nacional pela morte do antigo futebolista e escreveu no Twitter a sua gratidão pela “felicidade” que a estrela do futebol proporcionou aos argentinos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.