Marrocos investe forte no setor agrícola e pesca.

O Ministério da Agricultura de Marrocos arrecada mais de 11 mil milhões de dirhams do orçamento do Reino para 2021, representando um crescimento da ordem dos 7%, relativamente a 2020, segundo noticiou a AICEP.

Cerca de 4,4 mil milhões de dirhams serão afetos a projetos de irrigação e de desenvolvimento hidroagrícola, 5,5 mil milhões de dirhams para o desenvolvimento de fileiras de produção, enquanto 640 milhões de dirhams serão destinados à segurança sanitária. A restante verba será distribuída por outras áreas como a educação, a formação e a investigação (348 MDH), assim como por serviços de apoio e serviços polivalentes (90 MDH).

Aos serviços de Desenvolvimento Rural foram atribuídos 2 689 milhões de dirhams, designadamente para programas destinados a reduzir as disparidades sociais e regionais no mundo rural (2,15 milhões de dirhams), e para assegurar a abertura e o desenvolvimento inclusivo das zonas rurais e de montanha (539 milhões de dirhams), de acordo com o Medias24.ma de 09 de novembro passado.

Já as “águas e florestas” surgem em terceiro lugar, com um envelope financeiro de cerca de 1 544 milhões de dirhams, destinado a programas de proteção e segurança na área florestal (316 milhões), de gestão e desenvolvimento da floresta (771 milhões de dirhams), de luta contra a desertificação e proteção da natureza (331 milhões de dirhams), assim como a um programa transversal para acompanhamento das iniciativas.

Quanto à pesca marítima, o montante reservado atinge os 221 milhões de dirhams, que serão alocados a programas de desenvolvimento da pesca, da aquacultura e da valorização dos recursos, assim como a programas ligados à qualificação, à promoção socio profissional e à segurança dos pescadores. Também a pilotagem e a governança ligada à pesca marítima não foram esquecidos neste orçamento, conforme referido pela mesma fonte.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.