Histórico. Nunca o Tesouro marroquino mobilizou tantos recursos em uma única sessão no mercado financeiro internacional. A obrigação de 3 mil milhões denominada em três tranches e três vencimentos, terá a função primária de reconstruir as reservas cambiais em baixa devido ao Covid-19 e consolidar a moeda nacional.

A operação foi realizada com uma taxa de assinatura de 4 vezes superior ao esperado o que atesta da credibilidade do reino do Marrocos junto aos investidores internacionais, apesar dos efeitos económicos da pandemia.

A primeira tranche, no valor de 750 milhões ao longo de 7 anos, está associada a um spread de 175 PBS; a segunda, no valor de 1 mil milhões com vencimento em 12 anos, está associado a um spread de 200 PBS; a terceira, de 1,250 mil milhões, com prazo de 30 anos, está associado a uma taxa de juros de 4,0%.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.