Num comunicado de empresa  a brasileira Vale anunciou ontem (16/11) em Maputo, o arranque dos trabalhos de manutenção do complexo mineiro de carvão, em Moatize, província de Tete, que tinham sido adiados devido à pandemia de covid-19 e que se espera venha a ter uma capacidade instalada de produção de 15 milhões de toneladas de carvão por ano a partir de 2021.

Segundo o comunicado as obras, que  implicam uma diminuição da produção, vão durar até março de 2021 e dar trabalho a 1.300 pessoas, na maioria moçambicanos, mas também a brasileiros e sul africanos.

Atualmente, a Vale tem capacidade instalada para produzir 12 milhões de toneladas de carvão por ano, mas tem ficado aquém do valor: em 2018 produziu 11,5 milhões de toneladas e em 2019 produziu oito milhões de toneladas.

De janeiro a setembro, a Vale produziu 4,6 milhões de toneladas de carvão em Moçambique.

Este ano o valor deverá ser ainda mais baixo devido à quebra na procura de carvão, causada pelo abrandamento da economia global face à pandemia de covid-19.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.