Moçambique/Exxon Mobil: “Basicamente, estamos parados até que a situação melhore”.

Liam Mallon, presidente da divisão de perfuração e extração da petrolífera Exxon Mobil, reafirmou nesta quinta-feira, 4 novembro 2021, o compromisso em investir na região, mas com ajustes relacionados com a captura de carbono para tornar mais limpo o projeto de gás.

A Exxon Mobil, que continua também sem avançar datas ou prazos para o arranque da exploração, pretende tornar mais ecológico o seu projeto de gás natural liquefeito (GNL) de 30 mil milhões de dólares através da tecnologia de captura de carbono, bem como cortar custos para o desenvolvimento, disse quinta-feira o ministro da Energia de Moçambique, Max Tonela citado pela agencia Reuters

A Exxon tem o maior de três grandes projetos de gás planeados ou em andamento na província de Cabo Delgado, no extremo norte de Moçambique, mas a maior petrolífera dos EUA atrasou a sua decisão final de investimento devido a uma insurgência ligada ao Estado Islâmico na região.

“O foco da empresa será reduzir custos e redesenhar o projeto para capturar dióxido de carbono”, disse ele Mallon, acrescentando que também procuraria sinergias com a TotalEnergies, que quer desenvolver um projeto de 20 mil milhões de dólares ao lado do da Exxon Mobil, numa tentativa de torná-lo mais barato e mais limpo.

Mallon, disse que na reunião com Nyusi confirmou o compromisso da Exxon com o seu projeto e que o diálogo foi construtivo.

No entanto, acrescentou, a empresa lamenta a situação da insegurança em Cabo Delgado. A insurgência já matou milhares, forçou muitos mais a fugirem de suas casas e também interrompeu o projeto da TotalEnergies.

“Basicamente, estamos parados até que a situação melhore”, disse Mallon, acrescentando que, embora tenha havido algum progresso, é necessário mais.

Moçambique aceitou ajuda na forma de treino militar, incluindo dos Estados Unidos e da União Europeia, enquanto um bloco regional da África Austral (SADC) e do Ruanda enviaram tropas para repelir os insurgentes – intervenções que parecem ter tido algum sucesso.

Mallon não deu nenhuma atualização sobre o atraso da decisão final de investimento da Exxon para o projeto, que agora é esperado para 2022.

pub

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.