Moody’s reafirma classificação AAA do BAD.

A Moody’s, num relatório datado de 28 de outubro de 2021, reconfirmou a nota de triplo AAA, de perspectiva estável, do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).

Reeleito no ano passado para um segundo mandato, o nigeriano Akinwumi Adesina, presidente do BAD, também vê através desta classificação renovada a confiança na sua gestão após um longo período de crise devido a denúncias agora já esquecidas segundo comunicado do BAD lido por Mercados africanos.

A perspetiva que permanece estável, reflete o otimismo da agência de classificação nos índices de capital e liquidez característicos das instituições com classificação AAA.

Numa nota datada de 28 de outubro de 2021, a Moody’s disse que os principais fatores que sustentam a afirmação incluem injeções de capital robustas, combinadas com uma alta gestão de risco que inclui os desafios associados à baixa qualidade de crédito de ativos de desenvolvimento num ambiente operacional difícil; acesso muito forte a financiamento que sustenta a amplia injeção de liquidez do banco; e apoio muito elevado de acionistas regionais e não regionais no mandato de desenvolvimento do Banco Africano de Desenvolvimento.

“A perspetiva estável reflete as expectativas da Moody’s de que os amortecedores de capital e liquidez do Banco Africano de Desenvolvimento permanecerão em linha com os dos seus pares classificados também com AAA e que as práticas de gestão de risco prudentes manterão os riscos dos ativos em níveis baixos, apesar de um ambiente operacional desafiador”, acrescentou a nota.

A perspetiva estável também se baseia na expectativa de que os acionistas do Banco continuarão a fornecer um suporte substancial, por meio de aumentos regulares de capital e, quando necessário, da prestação de apoio para além das obrigações contratuais.

A nota também comenta sobre a sólida posição de capital do Banco e sublinha” A Moody’s espera novas contribuições de capital dos acionistas para evitar uma deterioração na alavancagem nos próximos anos”.

A liquidez do banco está entre as mais fortes dentro do grupo dos seus pares com classificação AAA, com ativos líquidos que cobrem 101% das obrigacoes de caixa num horizonte de 18 meses.

“Como um dos principais canais para o investimento privado e objetivos de desenvolvimento no continente africano, a Moody’s considera muito alta a capacidade e a disposição dos acionistas do BAD em fornecer apoio, o que proporciona um aumento na força financeira intrínseca do banco.”

Recorde-se que os países membros não regionais respondem por 40% da subscrição de capital do Banco, incluindo uma série deles altamente avaliados como os Estados Unidos (AAA, estável), Japão (A1, estável), Alemanha (AAA, estável), Canadá (AAA, estável) e França (Aa2, estável).

Ao comentar esta classificação, a recém-nomeada Vice-Presidente Sénior do Grupo do Banco de Desenvolvimento Africano, Bajabulile “Swazi ” Tshabalala disse: “A avaliação da Moody’s reflete a força financeira do Banco de Desenvolvimento Africano, uma instituição decididamente voltada para colocar África num caminho para a inclusão e crescimento sustentável.”

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.