Morreu o escritor angolano Dario de Melo.

O escritor angolano Dario de Melo morreu, na noite de domingo, 5 de Junho de 2022, na província de Benguela.

A informação foi confirmada à ANGOP, pelo secretário-geral da União dos Escritores Angolanos, David Capelengueta, que considera uma dura perda para a literatura, em particular, e para a cultura, em geral.

“Um membro muito activo e dedicado ao mundo das letras em Angola. Trata-se de uma personalidade que deixa um legado às jovens gerações”, expressou.

Dario de Melo foi uma das principais referências da literatura infantil angolana, ao lado de Cremilda de Lima, Gabriela Antunes, Octaviano Correia, Maria Eugénia Neto e Maria Celestina Fernandes. Escritor, jornalista e professor, nasceu a 2 de Dezembro de 1935, em Benguela.

Exerceu várias profissões, como a de docente, inspector escolar, editor no Instituto Nacional do Livro e do Disco e funcionário do então Ministério da Informação.

Enquanto jornalista, trabalhou na rádio, foi director da Voz do Bié, em 1972, da Tveja (Revista de Televisão Pública de Angola), em 1983, do Jornal de Angola e do Correio da Semana (que fundou juntamente com Manuel Dionísio), em 1991, assim como do jornal Jango, em 1992. Para além destas funções, publicou diversos artigos na imprensa.

Dos 18 títulos publicados por Dario de Melo, na área da literatura infanto-juvenil, destacam-se “Estórias do Leão Velho” (1985), “Vou Contar” (1988), “Aqui, mas do Outro Lado” (2000) e “As Sete Vidas de um Gato” (2002).

Com a obra “As sete vidas de um gato”, conquistou em 1998, o prémio dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), na categoria de literatura infantil.

Também Publicou um livro de poesia, intitulado “Onda Dormida” e era membro da União dos Jornalistas Angolanos e da União de Escritores Angolanos, da qual foi presidente da Assembleia Geral entre 1992-1994 e 2002-20210.

 

Conhecias o Dario de Melo? O que pensas da obra que ele deixou? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

Manuscritos de Timbuktu em galeria virtual

Imagem: © 2022 DR 
close
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.