Nigéria: Amazon segue Netflix e entra em Nollywood.

A Amazon Prime Video assinou um acordo de colaboração com a produtora nigeriana Anthill Studios, seguindo os passos da Netflix que nos últimos anos se estabeleceu com sucesso em África para se tornar um dos principais fornecedores do continente. Uma das chaves da estratégia da líder mundial do setor foi aliar-se a produtores nigerianos cuja indústria cinematográfica está a disfrutar cada vez mais de grande sucesso.

O serviço de vídeos pedidos adicionará conteúdo do estúdio nigeriano à plataforma da Amazon Prime Vídeo.

“Estamos muito empolgados em trazer os filmes e séries de Anthill para os assinantes do Amazon Prime Video em todo o mundo. Queremos presenteá-los com o melhor de Nollywood e histórias africanas”, disse Ayanna Lonian, diretora de Aquisição da Amazon Prime Video.
“Os filmes do Anthill Studios sempre capturaram o interesse do público internacional. O estúdio gosta de apresentar novos géneros e correr riscos onde outros temem aventurar-se”, garante Niyi Akinmolayan, fundadora da produtora.

O acordo com a Anthill Studios ocorreu dias depois da Amazon Prime Video ter assinado com a Inkblot Productions.

Tal como a sua concorrente Netflix, a plataforma de vídeo pedido da Amazon quer usar o conteúdo de Nollywood para expandir a sua base de assinantes em África, mas também para oferecer conteúdo mais diversificado aos seus assinantes localizados fora do continente.

A colaboração com o cinema nigeriano já provou seu valor com a Netflix, que agora tem 2,6 milhões de assinantes no continente após 5 anos de atividades africanas, o que representa 1% do total de assinantes da Netflix.

No entanto, a população do continente, cerca de 1,3 mil milhões dos quais 46% têm acesso à Internet, atrai um potencial de crescimento e rentabilidade interessante para a Netflix, mas também para os seus concorrentes como o Amazon Prime Video que pretendem conquistar esses potenciais subscritores.

Numa perspetiva mais global, esta situação oferece uma melhor exposição ao conteúdo do cinema africano.

Um exemplo, sem a sua presença numa plataforma como a Netflix, a série nigeriana King of Boys, apesar da sua qualidade, não teria alcançado um público tão vasto.

 

O que achas de Nollywood? Vês filmes nigerianos? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e partilhar e se gostaste do artigo dá um “like/gosto”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.