Nigéria: Produzir energia a partir de resíduos plásticos

Na Nigéria, o déficit de energia e a gestão otimizada de resíduos sólidos são dois grandes desafios a nível nacional.

A Capegate Investment Company Limited uma empresa de gestão de resíduos em Kano,  decidiu iniciar uma solução para ambos, produzindo eletricidade a partir de resíduos plásticos e, anunciou nesta quarta-feira, 1 setembro 2021, que planeia gerar 150 MW de eletricidade a partir de resíduos plásticos.

Há três meses, a empresa assinou uma parceria público-privada de 20 anos com o governo do Estado de Kano e assumiu a gestão de resíduos no estado.

De acordo com o diretor de operações da empresa, Bello Abba Yakasai, a empresa transformará resíduos de alta densidade em eletricidade. “Vamos converter plástico de alta densidade (HDP) e pneus em óleo inflamável. Os plásticos LDP serão usados ​​para reciclagem”, disse ele.

Além disso, a Capegate planeia usar resíduos biodegradáveis ​​de duas maneiras. Os resíduos serão queimados para a produção de gás, que será utilizado na produção de aço. Essa energia também será usada para girar turbinas, que então fornecerão eletricidade.

A meta da empresa é gerar 10 MW de eletricidade a partir dos resíduos de Kano até o final do próximo ano.

Nos próximos anos, a Capegate espera poder produzir 30 MW, dependendo da evolução do tipo de resíduo.

“Esperamos gerar 150 MW em Kano em cinco anos. Também estamos a planear produzir 2 MW de energia solar para alimentar os postes de luz em Kano”, continuou Bello Abba Yakasai.

Segundo ele, a empresa tem mais de 2.000 funcionários e já recrutou 200 recém-formados. A ambição da empresa de gestão de resíduos é empregar mais de 5.000 pessoas ao longo do tempo.

Recorde-se que por ano, apenas 2% dos recipientes plásticos consumidos no mundo são feitos de plásticos reciclados.

Em todo o mundo, as indústrias produziram mais de 8 mil milhões de toneladas de plásticos em 75 anos, o que equivale ao peso de 822.000 Torres Eiffel. E, das 6,3 mil milhões de toneladas de plásticos que se tornaram resíduos, apenas 9% foram reciclados.

O uso de plástico multiplicou-se por 20 em 50 anos e alguns produtos de consumo contêm mais de 20 resinas plásticas diferentes.

Produzir 1 tonelada de plástico reciclado economiza 5 barris de petróleo, e o equivalente a 1,6 mil toneladas de CO2.

Aumentar a proporção de plástico reciclado aparece como um dos principais objetivos que ajuda a proteger o meio ambiente e os oceanos, ao mesmo tempo em que permite melhorar o seu desempenho energético e ambiental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.