Nova refinaria em Cabinda custa 700M Dólares.

A primeira fase, da nova refinaria de Cabinda, avaliada em USD 700.000.000 (setecentos milhões de dólares americanos), arranca no primeiro trimestre de 2022, anunciouEmpresa britânica Gemcorp Capital.

A segunda fase terá o seu término previsto para o segundo trimestre de 2023 e a terceira, e última fase, para o segundo trimestre de 2024.

A Gemcorp enquanto organização global de comércio e investimento com sede em Londres, já havia assinado em Janeiro de 2020 um acordo com a Sonaref, empresa subsidiária da Sonangol petrolífera angolana, para a construção da refinaria na planície de Malembo, 30 quilómetros a Norte da cidade de Cabinda.

Em Comunicado Reginald Crawford, sócio da Gemcorp informou que a decisão final de investimento é um marco importante nos esforços da Multinacional para continuar na construção formal no terreno.

“Este investimento privado apoiará o objetivo de Angola de alcançar a independência energética e reduzir as importações de produtos refinados. Utilizando o plano acordado com a Sonangol e o Governo de Angola”. “
A refinaria irá substituir a necessidade de importações dispendiosas e criar milhares de oportunidades de emprego, proporcionando benefícios significativos a longo prazo para a economia Angolana, principalmente na região de Cabinda” referiu Reginald Crawford.

Espera-se que a 1ª fase do Projeto inclua 30.000 barris por dia da Unidade de Destilação de Crude. As despesas da primeira fase estão avaliadas em US $ 220 milhões (duzentos e vinte milhões de dólares americanos).

A segunda e terceira fases deverão capacitar a Refinaria de Cabinda de efetuar a conversão total, com uma capacidade de refinação adicional de 30.000 barris por dia e a instalação de um novo reformador catalítico

O Comunicado refere que o referido projeto vai criar aproximadamente 2.000 empregos diretos e indiretos o que pode vir a impactar no desenvolvimento da população local.

Sebastião Gaspar Martins, Presidente do Conselho de Administração da Sonangol E.P informou que e passamos a citá-lo:

“Esta decisão final de investimento representa um dos principais objetivos estratégicos do Governo Angolano. A construção desta Refinaria proporcionará um aumento da capacidade de processamento de petróleo bruto a nível nacional e uma redução considerável da dependência do país na importação de produtos refinados, conforme previsto no Plano de Desenvolvimento Nacional”

A Gemcorp é um fundo de soluções de financiamento, comércio e cadeia de suprimentos, com a capacidade de combinar financiamento em grande escala com serviços de negociação física para clientes soberanos e corporativos.

São especialistas na gestão de cadeias de abastecimento desafiadoras, muitas vezes soluções personalizadas de origem própria, exercendo controlo físico do produto em toda a cadeia de abastecimento que combinam com profunda experiência financeira e de estruturação, fornecendo soluções sob medida com amplo controlo e mitigação de riscos por meio de convénios e estruturação de garantia.

A Sonangol – Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola, E.P é a empresa estatal do ramo petrolífero vocacionada para a exploração de hidrocarbonetos líquidos e gasosos no subsolo e na plataforma continental de Angola e responsável pela exploração, produção, fabricação, transporte e comercialização de hidrocarbonetos em Angola.

 

O que achas disto? Esta refinaria, virá a tempo de aproveitar a crise da Ucrânia? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Imagem: © 2015 Sabainfo

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.