O “Senegalês Voador”, Edouard Mendy, merece o prémio Lev Yachine, do melhor guarda-redes 2021.

Omitido da lista dos 30 nomeados para a Bola de Ouro 2021, o internacional senegalês Edouard Mendy, vencedor da Liga dos Campeões e da Supertaça Europeia com o Chelsea, espera vencer o troféu Lev Yachine, que premeia o melhor guarda-redes do ano.

Autor de 23 partidas “limpas” (sem sofrer golos) em 42 jogos em todas as competições, o “Senegalês Voador” almeja ganhar o tao desejado troféu.

Para muitos observadores, o guarda-redes internacional senegalês Edouard Mendy é, sem dúvida, o melhor na sua posição.

Exceto que o guardião do Chelsea foi um dos grandes nomes que inexplicavelmente faltaram na lista dos candidatos ao Ballon d’Or.

Mas, o internacional senegalês acredita que esta omissão considerada pelo seu trinador, escandalosa, deve ser mais uma fonte de motivação.

Convidado na noite desta quarta-feira, 27 outubro 2021, do espetáculo “Rothen s’enflamme” no canal RMC SPORT, Edouard Mendy voltou a responder a esta ausência que muitos consideram “um escândalo, até uma injustiça”.

O guarda-redes senegalês de 29 anos foi bastante positivo. “Sinceramente, é algo que me motiva, que me impulsiona a seguir conquistando títulos com o meu clube, a ter um bom desempenho na seleção. É algo em que eu não penso. Está feito, devemos seguir em frente. A minha temporada no Chelsea, tanto pessoal quanto coletivamente, permite-me imaginar este troféu. Mas são as pessoas que votam, que decidem. Teremos que respeitar a decisão deles”, disse ele.

Mendy disputa o troféu Yachine com outros grandes nomes: Thibaut Courtois (Real Madrid), Ederson (Manchester City), Samir Handanovic (Inter de Milão), Emiliano Martinez (Aston Villa), Keylor Navas (PSG), Manuel Neuer (Bayern), Jan Oblak (Atlético) de Madrid), Kasper Schmeichel (Leicester City).

O Troféu Yachine é um prémio de futebol que designa o melhor guarda-redes do ano.

A lista dos dez melhores guarda-redes da época é elaborada pela redação do prestigioso jornal desportivo francês, France Football.

Em seguida, um júri internacional de jornalistas especializados (um representante por país) escolhe três jogadores que recebem, respetivamente, 5, 3 e 1 pontos. Quem acumular mais pontos ganha o troféu Yachine.

Mas quem foi Lev Ivanovich Yachine, que dá o seu nome ao troféu?

Nascido em 22 de outubro de 1929 em Moscou (RSFS da Rússia, URSS), e falecido a 21 de março de 1990 na mesma cidade, foi um futebolista internacional soviético, que jogava na posição de guarda-redes. Após a carreira, foi vice-presidente da Federação de Futebol da URSS.

Considerado o melhor guarda-redes de todos os tempos, foi o único jogador de futebol, que na posição de guarda-redes, conquistou a Bola de Ouro, que lhe foi concedida em 1961.

Ele foi considerado o primeiro jogador nesta posição como “moderno “taticamente e tecnicamente”.

Sem medo de sair das suas linhas para bloquear o avançado que estava em possessão da bola, precursor das defesas aéreas e a soco, não tinha receio de participar no jogo de pés e era rapidíssimo a colocar a bola em jogo para que a sua equipa pudesse partir em contra-ataque, táticas conhecidas e aprendidas por todos os guarda-redes de hoje.

Devido ao seu equipamento todo preto, muitas vezes acompanhada por um boné da mesma cor, foi apelidado de “Aranha Negra”, comparando a sua baliza a uma teia inexpugnável.

Yachine passou toda a sua carreira no Dínamo de Moscovo. Medalha de ouro nas Olimpíadas de 1956, também conquistou o Campeonato Europeu em 1960 e disputou três Mundiais pela seleção da URSS.

Em 1999, Yachine foi eleito o “melhor guarda-redes do século” na Europa e no mundo e faz parte da equipa mundial ideal do século XX.

No Mundial de 1966 “Depois de lhe ter marcado o ‘penalty’ que nos garantiu o terceiro lugar no Mundial, abraçámo-nos e ficámos amigos para sempre”, disse Eusébio.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.