O togolês Gilbert Houngbo é o candidato africano para DG do BIT.

Reunido nesta terça-feira, 12 de outubro de 2021, o Comité Ministerial da União Africana (UA) – que revê as candidaturas africanas para o Sistema Internacional – escolheu o ex-Primeiro-Ministro do Togo Gilbert Fossoun Houngbo (60 anos) como candidato ao cargo de Diretor-Geral do Escritório Internacional do Trabalho (BIT), cuja eleição está marcada para março de 2022.

Houngbo é o atual chefe do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), a que preside desde abril de 2017 e à frente do qual foi reconduzido em fevereiro 2021, por um período de quatro anos.

Ex-Diretor-Geral Adjunto da Organização Internacional do Trabalho (OIT), onde liderou, entre 2013 e 2017, as operações da organização em mais de 100 países, o togolês tem mais de 30 anos de carreira ao serviço do Nações Unidas.

Para este novo posto ele terá que competir com três outros candidatos, que são o francês Muriel Pénicaud, o australiano Greg Vines e o sul-coreano Kang Kyung-wha.

Graduado em Administração de Empresas pela University of Benin (atual University of Lomé) e em Contabilidade e Finanças pela University of Quebec (Canadá), Gilbert Houngbo também é membro do Canadian Institute of Chartered Accountants.

Houngbo, liderou o governo togolês entre 2008 e 2012, e iniciou reformas que permitiram que o seu país beneficiasse do cancelamento da dívida cujo montante na altura ascendia a 1,8 mil milhões de dólares.

Recorde-se que o BIT é o secretariado da Organização Internacional do Trabalho (OIT ou ILO, do Inglês International Labour Organization) é uma agência multilateral da Organização das Nações Unidas, especializada nas questões do trabalho, especialmente no que se refere ao cumprimento das normas (convenções e recomendações) internacionais.

Tem por missão promover oportunidades para que homens e mulheres possam ter acesso a um trabalho decente (conceito formalizado pela OIT em 1999) e produtivo, em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade humana.

A OIT tem sede em GenebraSuíça e mantém cerca de 40 escritórios pelo mundo.

É composta por 186 estados-membros, com representação tripartite de governos, organizações do patronato e organizações de trabalhadores.

Em 1969, no seu 50º aniversário, a OIT recebeu o Prémio Nobel da Paz.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.