Ómicron adia maior fórum Africano de Investimento.

O Fórum Africano de Investimento 2021, previsto para ser realizado de 1 a 3 de Dezembro de 2021, em Abidjan, foi adiado até novo aviso, segundo comunicado do BAD a que teve acesso Mercados Africanos.

O adiamento deu-se na sequência de consultas com o Governo da Costa do Marfim e o Conselho de Administração do Grupo Banco Africano de Desenvolvimento.

O Presidente do Grupo Banco Africano de Desenvolvimento, Akinwumi Adesina, afirmou: “O Fórum Africano de Investimento é o principal mercado de investimento para África e nesta edição foram programados vários milhares de milhões de dólares de projetos de investimento para salas de transações com patrocinadores e investidores”.

E acrescentou que “Infelizmente, com o aumento das restrições globais às viagens devido à variante Covid-19, Ómicron, e preocupações acrescidas com a saúde e segurança, é necessário, lamentavelmente, adiar o evento. A saúde e a segurança de todos estão em primeiro lugar”.

O Grupo Banco Africano de Desenvolvimento e o Governo da Costa do Marfim desejam agradecer aos participantes e delegações anteriormente esperados e esperam poder acolher o evento numa data futura, diz o mesmo comunicado.

Lamentamos sinceramente todos os inconvenientes para os nossos estimados e aguardados Chefes de Estado e de Governo, participantes, patrocinadores de projetos, investidores e delegações governamentais, sublinhou a mesma nota.

Gostaríamos de agradecer a todos os participantes, investidores, e patrocinadores de projetos pelo excelente trabalho preparatório que realizaram.

O Grupo Banco Africano de Desenvolvimento e os parceiros do Fórum Africano de Investimento estão em dívida para com o Presidente Alassane Ouattara e o Governo da Costa do Marfim pelo seu excecional e gracioso apoio.

Tal como Mercados Africanos tinha noticiado esperava-se que o Fórum Africano de Investimento 2021, que iria decorrer de forma híbrida – presencial e virtual – em Abidjan, a capital económica e financeira da Costa do Marfim, conseguisse  mobilizar cerca de mil milhares de dólares em investimento para projetos estratégicos de desenvolvimento em todo o continente

Para além das questões relacionadas com o financiamento do clima, esperavam-se grandes investimentos no tecido empresarial, já que o setor privado será indispensável para fornecer a escala e a rapidez necessárias para resolver urgentemente os estrangulamentos que existem em muitos setores.

Estavam previstas a participação de fundos de pensões, fundos soberanos e empresas de capital privado que iriam analisar as oportunidades de financiamento de projetos nos setores da saúde, energia e clima, agronegócios, e tecnologias de informação e comunicação e telecomunicações.

Recorde-se que já a edição de 2020 não se realizou devido à pandemia.

 

O que pensas disto? Será que este tipo de eventos, passarão a ser só online? Dá-nos a tua opinião, não hesites e faz um comentário sobre o assunto e se gostaste da noticia dá um “gosto/like”.

Imagem: © 2021 Francisco Lopes-Santos
close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.