As Nações Unidas anunciaram que chegaram a acordo com as autoridades da Etiópia para terem acesso à região de Tigray, onde a situação humanitária é bastante preocupante, de acordo com os relatos que chegam desta zona no norte da Etiópia.

“Estamos a trabalhar para que seja prestada assistência a todos aqueles que dela precisem”, disse um responsável das Nações Unidas citado pelas agências internacionais.

Os cálculos apontam para cerca de um milhão de pessoas a precisar de ajuda no seguimento da ofensiva lançada no princípio de novembro pelo governo etíope, e cerca de 45 mil que fugiram para o Sudão.

A fase ofensiva está basicamente terminada depois do ataque à capital regional, concentrando-se agora os esforços internacionais na assistência humanitária, numa altura em que as comunicações e os transportes continuam cortados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.