“Palancas Negras” vencem no Gabão, “Mambas” caem nos Camarões

As eliminatórias no continente africano para o Mundial de futebol de 2022, que vai decorrer no Catar, prosseguem esta semana. Angola, Cabo Verde, Moçambique e Guiné-Bissau ainda estão na corrida para o apuramento.

O Gabão quase pode desistir do Mundial de 2022 … ao perder nesta sexta-feira, 8 outubro 2021, frente a Angola (3-1), em Luanda, por ocasião da terceira jornada de qualificação.

O pontapé de saída foi dado com uma hora e meia de atraso devido ao protesto de Angola aos testes do Covid-19 efetuados pelos gaboneses na véspera do jogo.

Aubameyang e os seus colegas entraram bem em jogo e beneficiaram das primeiras oportunidades. Numa delas, Bouanga, lançado por Aubameyang, cruzou demasiado o seu remate e a seguir o de Madinda quase que entrava, mas faltava o quase.

Depois disso foram os Palancas Negras que “empurraram” e Zini, que arrancou nas costas da defesa gabonesa, abriu o marcador (1-0, 25minutos).

O árbitro não apitou um pênalti, mas de nada serviu aos visitantes já que Ary Papel marcou no seguimento de um canto após uma intervenção fracassada de Poko (2 -0, 56minutos).

Os gaboneses pagaram um preço elevado pelos erros defensivos, em particular, os cometidos pela dupla, improvisada, de centrais Lemina-Ndong devido a várias ausências.

Meye marcou o golo da esperança (2-1, 83 ‘) dos gaboneses, esperanças essas que duplicaram sobretudo quando Palun atirou à trave.

Mas Buatu-Mananga, “arrefeceu” definitivamente o Gabão, quando de cabeça fez o (3-1, 90 + 1) numa defesa incompleta de Mfa Mezui. Obiang ainda tentou salvar, mas a bola já tinha cruzado a linha de golo.

No outro encontro do grupo, o Egipto, comandado agora pelo português Carlos Queiroz, derrotou a Líbia por 1-0.

Na próxima jornada, a 11 de Outubro 2021, a Seleção angolana desloca-se ao Gabão.

Classificação: Egito 7 pontos, Líbia 6 pontos, Angola 3 pontos, Gabão 1 ponto

Por outro lado, no Grupo D reina a indecisão, embora Moçambique já quase possa dizer adeus ao Mundial.

Poucas horas depois da vitória da Costa do Marfim sobre o Maláui (3-0), os Camarões fizeram questão de se manterem na corrida a estarem presentes no Catar, ao baterem Moçambique (3-1) nesta sexta-feira, 8 outubro 2021, no Estádio Japoma.

Os “Leões Indomáveis” voltaram, assim, a colocarem-se um ponto atrás do líder, a Costa do Marfim.

Contra Moçambique, os “Leões Indomáveis” ​​assumiram a liderança do jogo graças a um cabeceamento de Choupo-Moting (1-0, 28º).

Os homens de Horácio Conceição tremeram após uma grande falha do guarda-redes dos “Mambas” num canto cobrado por Ngamaleu para permitir que o atacante do Bayern de Munique se oferecesse o segundo golo e colocasse a sua equipa ao abrigo, logo após o regresso do vestiário (2 -0, 52minuto).

Toko-Ekambi, jogador do “Olympique de Lyon” fechou as contas do lado camaronês, ao marcar aos (63minutos). Os Camarões poderiam ainda ter marcado o quarto golo, mas falharam à boca da baliza.

Os “Mambas” aproveitaram a perda de bola para marcar o golo de honra, por Geny Catamo (80ºminuto).

A classificação: Costa do Marfim 7 pontos, Camarões 6 pontos, Maláui 3 pontos, Moçambique 1 ponto

Na próxima jornada, a 11 de Outubro, Moçambique recebe os Camarões.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.