As famílias mais pobres verão anuladas as dívidas de fornecimento de água e de energia e beneficiarão da isenção de taxas de ligação de água, esgoto e eletricidade anunciou ontem (25/11) o Primeiro-ministro cabo-verdiano durante o debate mensal na segunda sessão plenária do parlamento, sobre as políticas de família e de inclusão social e produtiva.

Uma outra medida de apoio será a atribuição do rendimento social de inclusão a mais 18 mil famílias, chegando a um total de 29 mil.

“Como mais uma medida de proteção de rendimentos no âmbito da pandemia da covid-19 e da promoção da segurança sanitária, o Governo vai aprovar brevemente uma iniciativa de anulação de dívidas de fornecimento de água e de energia, isenção de taxas de ligação de água, esgoto e eletricidade a famílias mais pobres, beneficiárias da taxa social de água e energia”, anunciou Ulisses Correia e Silva.

Para alem dos três anos de seca severa que assolaram o país a pandemia continua a afetar gravemente a economia de Cabo Verde acrescentou o chefe do Governo,

Além do debate mensal com o primeiro-ministro, a segunda sessão plenária de novembro no parlamento cabo-verdiano vai ter como ponto de agenda a discussão na generalidade e votação da proposta de Lei que aprova o Orçamento do Estado para o ano económico de 2021.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.