Paralímpicos Tóquio 2020: “sprinter” cabo-verdiana pedida em casamento no final dos 200m

A velocista cabo-verdiana Keula Pereira Semedo deixará Tóquio 2020 sem medalhas, mas com uma aliança de noivado e o seu casamento para organizar depois de ter dito “sim” ao seu parceiro e guia de corrida, Manuel Vaz da Veiga, após a prova no evento feminino 200m T11 nesta quinta-feira, 2 de setembro 2021.

Deficiente visual Keula Semedo de 32 anos, que iniciou a modalidade aos 15 anos e se mudou para Lisboa no início da década de 2010, terminou em quarto lugar na sua eliminatória, tendo também corrido na prova 100m T11 Feminino de segunda-feira, 30 de agosto 2021, onde terminou na mesma posição.

O guia dela, Manuel Vaz da Veiga aproveitou a oportunidade após a corrida e na linha de chegada com todo o mundo a olhar e as camaras a filmar para se ajoelhar e propor casamento à sua parceira, num dos momentos mais emocionantes de Tóquio 2020.

“Eu realmente não tenho palavras, existem tantas emoções juntas”, disse Keula Semedo atordoada pelo inesperado pedido.

“Só o fato de estar aqui nos Jogos Paralímpicos. Quase não senti as minhas pernas porque estava muito nervosa”, acrescentou ela que explicou “Agora, com a proposta, há muitas emoções acontecendo ao mesmo tempo. Não tenho palavras para explicar como me sinto neste momento.”

Ao falar como a família iria receber e reagir a este pedido em direto, disse:

“Não tenho a certeza se algum dos meus familiares já sabia porque eu não sabia. Mas tenho a certeza de que os nossos pais ficarão loucos. Eles vão gostar. Tenho a certeza de que minha mãe ficará muito feliz porque ela sempre quis que eu me casasse.”

A velocista que estava a considerar aposentar-se após Tóquio 2020, sente-se, agora, revigorada com este pedido e tem como objetivo Paris 2024.

“Estes foram os meus primeiros Jogos Paralímpicos e com a minha idade e velocidade já estava a pensar em parar depois, mas agora tenho uma motivação adicional para continuar depois dos Jogos, sempre com ele ao meu lado.”

O noivo, Vaz da Veiga, explicou porque decidiu fazer uma proposta emocionante na pista, no momento mais importante das suas carreiras.

“Porque este (um estádio de atletismo) é a segunda casa dela. Ela compete desde 2005. Estamos juntos num relacionamento há 11 anos, então achei que era a altura de fazer a proposta. Achei que esta era a melhor ocasião e o melhor lugar para fazê-lo.”

Vaz da Veiga planeou propor casamento em Tóquio 2020 desde que o nome de Semedo foi colocado na lista inicial no início do verão e revelou que havia comunicado à família dele as suas intenções.

“Os meus dois irmãos e um amigo meu já sabiam disso. Tenho a certeza que eles ficarão muito felizes, a minha família vai ficar emocionada. Todos vão adorar a ideia.”

Parabéns e felicidades!

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.