Os países africanos exportadores de petróleo sobretudo Angola e a Nigéria, tem recebido notícias positivas já que o preço do Brent tem vindo a subir e nesta quinta-feira, 10 de junho de 20201, atingiu o valor mais elevado desde janeiro de 2020, antes do início da pandemia e da economia mundial ter sido praticamente fechada.

Em geral os países africanos tinham feito o orçamento de 2021 com os preços do brent a 39 dólares. Agora, eles já são quase o dobro do valor estabelecido como referência para o Orçamento para este ano.

Nos mercados de Londres, o preço do Brent desta quarta-feira é o mais alto desde Janeiro de 2020, 72,52 dólares por barril.

Nos últimos sete meses, os preços do petróleo duplicaram.

Em Novembro de 2020, o barril chegou a valer 36 dólares. Recorde-se que em abril 2020 valia 19 dólares. As quedas diárias dos preços iniciaram-se em Janeiro 2020.

Na sessão desta quinta-feira, 10 de junho 2021, o petróleo bruto US West Texas Intermediate (WTI) subiu 33 centavos, ou seja 0,5 por cento, e fechou em 70,29 dólares.

Especialistas justificam a subida com o otimismo para a forte procura económica, depois que o desemprego nos EUA caíu para o nível mais baixo desde a primeira vaga da Covid-19 no ano passado.

Recorde-se, tal como Mercados Africanos tinha noticiado, a decisão da OPEP e seus aliados ̶ conhecida por (OPEP +) de manter o plano de restauração gradual da oferta, em paralelo com o ritmo lento das negociações nucleares entre o Irão e os Estados Unidos da América, foi muito bem acolhida pelo mercado.

A reunião da OPEP + durou 20 minutos, a mais curta da história do grupo, indicando a união entre os seus membros e um maior otimismo e confiança na recuperação do mercado, segundo analistas citados pela agência de notícias económicas Reuters.

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.