Professores primários recebem laptops no Ruanda.

Até agora, 2.500 professores já receberam laptops no quadro da iniciativa Um Laptop por Professor, lançada em abril 2021, e que faz parte da Estratégia Nacional de Transformação (NST1) até 2024.

O Ministério da Educação do Ruanda está a trabalhar com parceiros para equipar mais de 88.000 professores nas escolas secundárias, primárias e creches com laptops para facilitar a aprendizagem inteligente no país.

A necessidade de parceria para cumprir a meta de distribuir laptops a todos os professores foi expressa nesta sexta-feira quando o Conselho de Educação Básica de Ruanda recebeu 2.755 tabletes e 30 laptops da USAID.

Os dispositivos serão distribuídos para diretores de escolas e professores de escolas primárias públicas assim como funcionários distritais e setoriais de educação em todo o país.

Espera-se que os dispositivos facilitem as tarefas dos funcionários da educação e diretores locais no uso de dados sobre a aprendizagem das crianças, além de treinar e fornecer o seu desenvolvimento profissional a fim de que os professores melhorem a instrução “inteligente” nas salas de aula.

Gaspard Twagirayezu, o Ministro de Estado Encarregado da Educação Primária e Secundária, disse que os laptops e tabletes também facilitarão o acesso a uma ampla gama de materiais de leitura, incluindo livros digitais, livros digitais em língua de sinais de Ruanda e também apoiarão o programa de leitura.

A iniciativa, observou ele, está em linha com a implementação das tecnologias de informação e comunicação (TIC) nas políticas de educação, equipando os professores com os materiais de ensino necessários.

“Para transmitir aos nossos alunos os conhecimentos do século 21, os nossos professores e diretores de escolas devem estar confortáveis ​​com as TIC e ter acesso a dispositivos para apoiar o ensino e a aprendizagem. A pandemia demonstrou, mais do que nunca, a importância das TIC na comunicação, trabalho e aprendizagem eficazes”, afirmou ele.

“Começamos a distribuir laptops para professores. É um projeto de longo prazo que está alinhado com as TIC na política educacional. A distribuição continua”, sublinhou o ministro.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.