Quénia baixa preços da eletricidade.

No Quénia, estão em andamento reformas para garantir o fornecimento de eletricidade ao maior número de pessoas a um custo acessível.

Para isso, as autoridades pretendem contar com um sólido desempenho financeiro para garantir aos usuários valores de fatura mais baixos.

O governo queniano aprovou uma proposta da empresa de energia KPLC para reduzir o valor das contas de eletricidade em 33% a partir de dezembro.

O presidente Uhuru Kenyatta acolheu a proposta após considerar um relatório apresentado por um grupo de trabalho presidencial sobre a revisão dos contratos de compra de energia.

Com essa redução, as taxas ao consumidor passarão de 0,22 dólares por quilowatt-hora para 0,14, cerca de dois terços do preço atual.

O grupo de trabalho sugeriu que todos os contratos de compra de energia pendentes fossem cancelados.

A Kenya Power and Lighting Company (KPLC) terá, no futuro, um papel de liderança na formulação de acordos de compra de energia com produtores independentes, de acordo com o novo quadro proposto pelo grupo de trabalho.

Da mesma forma, a empresa terá que realizar uma auditoria de perdas de abastecimento e sistema devido a óleos combustíveis pesados.

Além disso, o grupo de trabalho assumiu a liderança na formulação e execução de contratos de compra de energia (PPAs) para o plano de desenvolvimento de energia no Quénia e deve implementar estruturas de gestão de contratos para a aquisição e supervisão de PPAs.

Em consonância com o imperativo constitucional de transparência no setor público, os relatórios anuais devem incluir os nomes e proprietários beneficiários de todos os PPIs com os quais tenha acordos contratuais.

O grupo de trabalho sugere ainda que a empresa institua previsões de demanda e produção de um e cinco anos e modelos associados.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.