RDC: Privados alemães investem 300 milhões de dólares em baterias solares

O sector privado alemão vai mobilizar 300 milhões de dólares para três novos projetos inovadores portadores de desenvolvimento económico e empregos na República Democrática do Congo (RDC).

Esta decisão de financiamento foi tomada durante a cimeira do G20 “Pacto com África”, que decorreu esta sexta-feira, 27 de agosto 2021, em Berlim.

Nesse sentido foi assinado um memorando de entendimento, pelo Ministro das Finanças congolês, Nicolas Kazadi, e o grupo de mineração Eurasian Resources.

Trata-se da “construção de um sistema de armazenamento de energia a partir de baterias para facilitar a implementação de projetos relacionados com qualquer setor gerador de receitas”, da “construção de mais uma grande central solar fotovoltaica para gerar eletricidade”, e da “construção de uma instalação de enriquecimento para a produção de materiais de bateria garantindo a transformação de cerca de 20% da produção nacional de cobalto e contribuindo para aumentar o valor agregado em cerca de 15% ”.

Esses projetos, dizem, ajudarão a remediar as contas de energia exorbitantes que enfrentam constantemente as empresas de mineração e petróleo, hospitais e estabelecimentos de ensino na RDC.

O Ministro congolês Nicolas Kazadi e o CEO do ERG, Benedikt Sobotka saudaram a parceria com o setor privado que visa acelerar a diversificação económica, o desenvolvimento da indústria congolesa, a criação de empregos viáveis ​​e que tranquiliza os investidores em todos os setores.

Recorde-se que a crescente popularidade da energia solar levou ao surgimento de outra tecnologia renovável: baterias solares que podem armazenar energia solar extra para uso posterior.

As baterias solares funcionam ao acumular energia produzida pelos painéis solares e armazenando-a para uso posterior.

Em alguns casos, as baterias solares possuem o seu próprio inversor e oferecem conversão de energia integrada.

Quanto maior a capacidade da bateria, mais energia solar ela pode armazenar.

Ao instalar-se uma bateria solar como parte do sistema de painéis solares, é possível armazenar eletricidade solar em excesso, em vez de enviá-la de volta à rede.

Pela redação

Post

RDC  ̶  Privados alemães investem 300 milhões de dólares em baterias solares

Três novos projetos inovadores, portadores de desenvolvimento económico, empregos e de redução das contas de energia exorbitantes na RDC.

#

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.