Reino do Marrocos vai receber investidores e empresários portugueses.

Marrocos, governado pela sua Monarquia constitucional, que lhe confere uma estabilidade rara na região, é um país que se abre ao mundo, o que se traduz numa economia muito dinâmica e em crescimento.

 Com uma economia de mercado em franco crescimento, marcada por um grande esforço de liberalização e abertura ao exterior, tem sido possível manter a inflação em níveis baixos e reduzir o desemprego, embora neste último campo muito haja ainda a fazer, sobretudo ao nível dos jovens. As exportações têm crescido de forma muito satisfatória.

Fruto da modernização da sua economia e da sua posição estratégica privilegiada, Marrocos está cada vez mais a ser visto como um hub regional no domínio da logística e manutenção navais. O porto de Tânger e a zona de comércio livre que lhe está associada representam ainda um fator adicional de atratividades da sua economia.

Dentro do Magrebe, Marrocos é o país que apresenta maior estabilidade política e económica, o que lhe permite, a par com as reformas económicas, manter um mercado aberto, dinâmico e atrativo a países do mundo inteiro para alem de ser uma das maiores economias no continente africano e considerado uma verdadeira porta de entrada no mercado da África do Norte.

A evolução da economia marroquina, fruto de políticas e estratégias com resultados bastante positivos, estiveram, até agora, ligadas ao ambiente favorável da globalização dos negócios e assentes sobretudo na industrialização do país, na atração de IDE e na dinamização das designadas ZAI – Zonas de Aceleração Industrial.

Com os efeitos globais do COVID-19 a economia marroquina sofreu uma recessão, contudo, projeta-se que o crescimento recupere durante 2021, chegando a um crescimento do PIB de 4,9%.

As possibilidades de exportação para este país encontram-se em indústrias instaladas no mercado, como a automóvel, aeronáutica, têxtil, farmacêutica, metalomecânica, agroalimentar, entre outras.

Neste contexto a Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP) vai realizar no mês de dezembro uma missão empresarial multissectorial, já que Portugal surge, na 8ª posição enquanto fornecedor de Marrocos.

Os empresários e potenciais investidores na economia marroquina vão ter a possibilidade de conhecer o ambiente de negócios do país; ter reuniões individuais de negócios com importadores/ distribuidores e/ou clientes finais em Casablanca e noutras cidades de acordo com o perfil de cada participante; desenvolver contactos em Casablanca e outras cidades de acordo com o perfil de cada empresa; conhecer os principais operadores do mercado no setor de cada empresa e a concorrência; estabelecer contactos com o meio empresarial local; contactar com parceiros locais de referência.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.