As lojas britânicas armazenaram muitos produtos – temendo o efeito do ‘Brexit’, cuja fase de transição termina no dia 31/12.

No entanto e antes do final do período de transição o Reino Unido pode enfrentar uma escassez de produtos frescos, como frutas e legumes, nas festas de fim de ano, devido ao encerramento de fronteiras após a descoberta no território de uma nova variante do novo coronavírus.

As grandes redes de supermercados como a Sainsbury’s, uma das principais , tranquiliza a população, através de um comunicado que explica “todos os produtos para o tradicional almoço de Natal já estão no país e em grande quantidade”.

“Nós comprámos o máximo possível do Reino Unido e estamos a ponderar modos alternativos de transporte para produtos vindos da Europa”, acrescenta o comunicado.

A Sainsbury’s alerta, porém, que, se a situação continuar, surgirão problemas com o abastecimento de produtos perecíveis como “alface, couve-flor, brócolos e frutas cítricas, todos importados do continente nesta época do ano”.

O encerramento das fronteiras do Reino Unido – provocado pela descoberta de uma nova variante particularmente contagiosa do novo coronavírus – está a causar o caos no porto de Dover, que já estava sobrelotado há várias semanas porque as empresas já estavam a armazenar produtos, a pensar no fim do período de transição do ‘Brexit’.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.