Sissoco Embalo na ONU pede mais igualdade de género e respeito pelos Direitos Humanos.

O presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló – o primeiro a discursar, dos 3 presidentes dos PALOP presentes na Assembleia Geral da ONU em Nova Iorque – destacou nesta quarta-feira, 22 setembro 2021, que é preciso “renovada esperança” para que os países possam enfrentar dificuldades em tempos de recuperação pandémica.

Falando durante cerca de 7 minutos, na 76ª sessão da Assembleia Geral, Sissoco Embalo destacou que é preciso apoiar as nações mais vulneráveis a promover e a garantir um acesso acelerado e justo às vacinas contra a Covid-19.

“Só assim poderemos trabalhar melhor na implementação da agenda 2030, destinada a promover o desenvolvimento humano em todos os seus aspetos, promovendo, muito em particular, a igualdade de género e o respeito pelos Direitos Humanos. É preciso apoiar os mais vulneráveis, promover a criação de sistemas de saúde adequados e garantir a todos os países, sem distinção, um acesso rápido e equitativo às vacinas.”

O presidente da Guiné-Bissau destacou que o seu país está hoje dedicado a construir a paz e a estabelecer melhores condições para o seu povo colaborando com entidades regionais.

“A Guiné-Bissau que, durante vários anos, foi apoiada pela comunidade internacional, em particular pelas Nações Unidas, a CEDEAO, a CPLP e a União Africana, está hoje empenhada na realização concreta de objetivos endógenos, tais como a consolidação da paz no país e a criação de melhores condições de vida para a sua população, dando uma renovada esperança à sociedade guineense”.

O discurso ressaltou ainda o impacto das mudanças climáticas e nesse sentido, afirmou que o país elaborou planos de administração a médio e longo prazos para conter o fenómeno que considerou uma “realidade irrefutável.”

Sublinhou também a sua expectativa na revitalização do Sistema das Nações Unidas e espera que essa reforma aconteça de uma forma global e abarque o Conselho de Segurança.

A meta é trabalhar melhor na implementação da agenda 2030, destinada a promover o desenvolvimento humano em todos os seus aspetos “muito em particular, a igualdade de género e o respeito pelos Direitos Humanos.”

Veja no canal oficial do YouTube da ONU News, o discurso na íntegra, do presidente da Guiné-Bissau, Sissoco Embalo, na Assembleia Geral da ONU.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.