S&P dá nota “BBB+/A-2” com perspetiva estável ao Botsuana

Impulsionado pela recuperação do setor dos diamantes, a agência de classificação global Standard & Poor’s, classificou o Botsuana com a nota “BBB + / A-2” no longo e curto prazo, em moedas estrangeiras e em moeda nacional (a Pula), com uma passagem positiva da perspetiva de evolução de “negativa” para “estável”, segundo uma nota enviada pela S&P Global Ratings, do seu escritório da África do Sul, à redação de Mercados Africanos.

A S&P espera, no parecer datado de 17 de setembro 2021, uma recuperação de 8,5% em termos reais das exportações de diamantes do país em 2021. O Banco do Botsuana, a estrutura financeira central, beneficia também da mesma classificação.

A agência de classificação global S&P revisou nesta sexta-feira, 17 setembro 2021, a perspetiva do Botsuana de “negativa” para “estável”, citando a sua “expectativa no crescimento económico estável apoiado por uma forte recuperação do setor dos diamantes o que levará a uma melhoria das receitas fiscais do governo e externas nos próximos 12-24 meses”.

Segundo a mesma nota a classificação da S&P teve por base “a recuperação dos preços dos diamantes para níveis pré-pandémicos após uma queda acentuada em 2020, e a recuperação da procura, especialmente na China e nos EUA”.

A recuperação económica em curso nos principais mercados de diamantes e o reabastecimento do segmento intermediário (corte e polimento de diamantes) irão impulsionar a procura por diamantes em bruto em 2021-2022.

“A produção de diamantes da Debswana (uma joint venture 50-50 entre a De Beers e o governo) deve voltar a níveis mais normais em 2021, após uma contração de 26% em 2020. No geral, estimamos que a produção recuperará em cerca de 30% em 2021, apesar de algumas restrições de fornecimento numa das duas principais minas de diamantes de Botswana, a Orapa” leu Mercados Africanos na mesma nota enviada pela S&P.

“Esperamos que a economia dependente da exportação de diamantes do Botsuana recupere em 8,5% em termos reais em 2021 considerando que a indústria de diamantes está a recuperar da grande contração induzida pela pandemia de 2020”, disse a S&P

Para além do setor de diamantes em estabilização, as perspetivas de crescimento do Botsuana permanecem fortes, apoiadas também pelos setores de serviços, construção e agricultura.

Segundo a mesma nota enviada à redação de Mercados Africanos, a S&P “poderia vir a aumentar as notas do país se o Botsuana conseguisse aumentar significativamente as suas receitas fiscais e externas, juntamente com uma diversificação da sua base de exportação, o que ajudaria a proteger a economia de choques externos futuros” sublinha-se no mesmo comunicado.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.