Startup do Gana usa drones para apoiar agricultores

Lançada em 2017, a DigiExt ajuda os agricultores a vender os seus produtos, aceder ao crédito, e fornece serviços de extensão agrícola de baixo custo e cómodos com base nas TIC.

A startup recolhe dados por satélites e drones, informação meteorológica e sensores do solo para divulgar informação relevante da produção aos pequenos agricultores na altura certa, de uma forma rentável.

“A nossa inovação é de fácil utilização, com tecnologia linguística local e direção criativa com procedimentos locais, o que elimina as barreiras do pequeno agricultor na utilização de tecnologia avançada, e mantém os procedimentos locais , através de uma interface local interativa com voz”, disse Isaac Osei, cofundador e diretor de tecnologia (CTO) da DigiExt.

“Temos também um mercado digital para produtos agrícolas de qualidade, consultores e algoritmos avançados para emparelhar agricultores com empresas de exportação e de processamento alimentar”.

A Startup DigiExt presta serviços a várias cooperativas agrícolas e organizações de apoio aos agricultores, tais como a Associação de Agricultores Camponeses, ajudando-os nas suas atividades do dia-a-dia, bem como na colocação dos seus produtos no mercado.

“Empresas de transformação e agências de exportação registam-se e fornecem listas dos produtos que necessitam. As cooperativas agrícolas alavancam então a nossa gestão agrícola e ferramentas digitais para fornecer matéria-prima estável a estas empresas”, disse Osei.

“Os bancos, sabendo que controlamos o processo e temos as ferramentas digitais para assegurar a produtividade, estão dispostos a oferecer crédito sob a forma de serviços e bens de produtividade, pagando a fornecedores de serviços que tenham sido controlados. Com a robusta tecnologia de gestão e vigilância, as companhias de seguros podem contar connosco para prevenir a maioria das perdas a que os agricultores são vulneráveis e desejam ser segurados contra, por exemplo, intempéries, pragas e doenças”, afirmou ele

“Através do nosso modelo B2B, gerimos mais de 200.000 agricultores cobrindo uma área de mais de dois milhões de acres. O nosso mercado é rico devido ao ecossistema que construímos, pelo que os grupos de agricultores pagam para terem acesso”, acrescentou ao terminar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.