O Presidente da Tanzânia, John Magufuli, foi reeleito para um segundo mandato de cinco anos, depois de ter vencido as eleições presidenciais marcadas por denúncias de irregularidades, com 84,39% dos votos.

No dia seguinte à votação, e ainda antes do anúncio dos resultados da comissão de eleições do país, Tundu Lissu, líder da oposição e candidato derrotado, disse que tinha sido levada a cabo “uma fraude numa escala sem precedentes na história” da Tanzânia.

Ao contrário de eleições anteriores na Tanzânia, estas não contaram com a presença de observadores eleitorais internacionais de vulto, que não foram convidados a estar presentes.

A Tanzânia faz fronteira com o norte de Moçambique, país que se fez representar na tomada de posse de Magufuli pelo primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.