A candidata angolana ao cargo de comissária para a Agricultura, Desenvolvimento Rural, Economia Azul e Meio Ambiente Sustentável da Comissão da União Africana, Josefa Sacko, apresenta, na segunda-feira aos embaixadores e representantes permanentes junto da UA, o programa e visão para o período 2021/2024.

Em entrevista ao Mercado Africanos a 15 de dezembro 2020, Josefa Sacko disse-nos que a sua visão para um próximo mandato integra a implementação da Agenda 2063, o compromisso em atingir os objectivos consignados na “Declaração de Malabo” que incluem a erradicação da fome em África e reduzir a pobreza para metade até ao ano 2025, bem como modernizar a agricultura africana para cumprir a tarefa de alimentar 2,4 mil milhões de pessoas, até 2050.

A diplomata angolana, que tem como adversários candidatos de Marrocos e Gâmbia, foi a melhor qualificada entre os concorrentes ao cargo, de acordo com a avaliação do Painel de Personalidades Eminentes Africanas, com o apoio técnico de uma empresa de consultoria africana independente seleccionada.

Na base das reformas institucionais, a nova estrutura da Comissão da União Africana (CUA) será constituída por um presidente e um vice-presidente e comissários para Agricultura, Desenvolvimento Rural, Economia Azul e Meio Ambiente Sustentável; Desenvolvimento Económico, Comércio, Indústria e Minas; Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação; Infra-estruturas e Energia; Assuntos Políticos, Paz e Segurança; Saúde, Assuntos Humanitários e Desenvolvimento Social.A eleição do presidente e do vice-presidente ocorre na 34ª Sessão Ordinária da Assembleia (Chefes de Estado ou de Governos), enquanto a dos comissários é na 38ª Reunião Ordinária do Conselho Executivo (chefes das diplomacias).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.