Os estados da zona UMOA poderão emitir 3,768 mil milhões de Francos CFA (cerca de 7 mil milhões de dólares ) em “títulos de estímulo” no mercado regional em 2021, de acordo com um anúncio feito na segunda-feira, 15 de fevereiro pela agência UMOA-Titres e lido por Mercados Africanos.

Estes títulos chamados de “estimulo” tem como objetivo permitir que os Estados Membros, entre eles a Guiné-Bissau,  financiem os seus planos, massivos, de recuperação económica após a pandemia de Covid-19.

Estes títulos são “elegíveis para refinanciamento com o BCEAO mas também através de uma janela especial conhecida como  “relance” onde os investidores podem mobilizar liquidez à taxa mínima de licitação por um período de 6 meses renováveis ​ ”, indica o comunicado da agência.

“Os Títulos de Estimulo” são Títulos do Tesouro com vencimentos de 3, 5, 7, 10, 12  ou mais anos, emitidos em 2021, em leilão aberto e com o apoio de UMOA-Titres.

Estes títulos são mantidos na conta corrente do BCEAO e beneficiam de vantagens específicas para os investidores mas também para os Estados », continua a mesma fonte.

A programação dos primeiras emissões ainda não foi disponibilizada.

Mas o que é a Agência UMOA-Titres (“AUT”)?

A agencia presta apoio aos Estados Membros para mobilizarem recursos nos mercados de capitais, necessários para financiar as suas políticas de desenvolvimento económico, a custos controlados.

No âmbito da modernização dos instrumentos de financiamento das economias da União, os mercados financeiros foram identificados pelas autoridades da União, como uma fonte de financiamento do desenvolvimento a favorecer.

Esta decisão estabeleceu o mercado financeiro regional como uma das principais fontes de financiamento das necessidades crescentes dos Estados-Membros, entre eles a Guiné-Bissau.

Nesta perspetiva , com o propósito de dinamizar o Mercado de Valores Mobiliários e dotar os Estados de todo o apoio necessário, o Conselho de Ministros da UEMOA, autorizou o Governador da Central Banco dos Estados da África Ocidental (BCEAO) para criar uma agência regional de apoio à emissão e gestão de títulos públicos dos Estados da UMOA denominada “Agence UMOA-Titles”.

Com base nesta Decisão do Conselho de Ministros, o Governador do BCEAO procedeu à criação da Agência de Títulos UMOA (AUT) a 15 de março de 2013, sob a forma de estabelecimento público internacional com personalidade jurídica autónoma.



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome