Os chefes das diplomacias dos países do continente vão debruçar-se sobre o relatório dos ministros do Comércio, relativo às negociações dos instrumentos para a operacionalização da Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA) e o grau de preparação dos Estados-Partes, visando o início das transações comerciais, assunto vai dominar a 13ª sessão extraordinária dos Chefes de Estado, a ter lugar no sábado, 5 de Dezembro.

Acerca da ZCLCA, os ministros vão debater o estabelecimento de uma base política e jurídica para a sua operacionalização, a partir de 1 de Janeiro de 2021, com as listas de concessões pautais e regras de origem acordadas, e a agenda integrada sobre o comércio de mercadorias e serviços, entre outras questões.

À mesa estará ainda o relatório do Presidente da República do Níger, Issoufou Mahamadou,  líder do Processo da Zona de Comércio Livre Continental Africana, cujos instrumentos de ratificação já foram depositados por 30 Estados. Consta também das agendas a análise da Declaração de Joanesburgo sobre o início das transações comerciais ao abrigo da ZCLCA, a partir de 1 de Janeiro, com base nas “Regras de Origem” e nas tarifas acordadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.