Zimbabué lança marca de sapatos ecológicos à base de algodão.

A indústria global de calçados usa o couro animal extensivamente nos seus produtos. No Zimbábue, a marca de sapatos Rated 18 substitui este material por uma alternativa semelhante à base de algodão.

Na Zimbabwe Rated 18 Shoes, fabrica sapatos ecológicos com couro sintético à base de algodão. Os pares são 100% artesanais, e a empresa também utiliza borracha e sobras da indústria têxtil.

Natsai Musarurwa, a fundadora, formou-se em 2015 em negócios, finanças e economia.

Em 2016, entrou na indústria do vestuário com a ideia de fazer moletons e camisetas embelezadas sob encomenda. Mas foi em 2020 que a jovem empreendedora finalmente concretizou o seu projeto com calçados ecológicos.

Embora não seja uma empresa vegana, ao utilizar o couro vegano, a Rated 18 Shoes tem tido muito êxito junto do mercado vegano, já que o movimento vegano tem uma dimensão ativista de proteção e defesa dos direitos dos animais.

Cada vez mais os estilistas que o seguem recusam qualquer forma de exploração animal e abstêm-se de qualquer utilização de matéria-prima de origem animal..

Mas a Rated 18 Shoes também se posiciona como uma defensora das meninas menores de 18 anos, que são vítimas de casamento forçado, uma realidade ainda recorrente nas sociedades tradicionais africanas.

A missão da empresa é empregar e educar essas meninas vulneráveis ​​para ajudá-las a obterem um mínimo de formação e encontrar o seu lugar na sociedade.

Os sapatos vendidos permitem que elas frequentem a escola ou iniciem uma carreira. Mais de 50% dos lucros são investidos na educação de meninas.

“Ser uma marca ética que tem um impacto social positivo ao empoderar as mulheres não é apenas uma atividade relacionada, é a nossa razão de ser, é o que nos motiva e é o que somos.

A mudança vem em diferentes formas, e com um par de sapatos com classificação 18, a mudança é bem-vinda”, explica Natsai Musarurwa.

A longo prazo, a Rated 18 Shoes visa empregar, educar e capacitar meninas nessa situação não só no Zimbabué, mas também na sub-região.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.