Zimbabwe paga dívidas atrasadas ao BAD.

Em nota divulgada no seu site o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) destacou o progresso no pagamento de dívidas atrasadas por esse país da África Austral.

O Ministro das Finanças do Zimbabwe, Mthuli Ncube disse que o seu governo estava a discutir um novo programa com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e que para que o mesmo fosse aprovado estava a fazer esforços significativos incluindo a redução da inflação.

Pediu ao BAD que aumentasse a sua janela do setor privado com mais capital e financiamento a longo prazo para que o país possa manter as taxas de juro estáveis.

Leila Mokaddem, Diretora-Geral do gabinete de desenvolvimento regional e resultados empresariais do Banco para a África Austral, disse que o BAD e outros parceiros de desenvolvimento discutiriam o apoio financeiro a um programa do FMI.

Acrescentou que: “Sem apoio financeiro, esse tipo de programa não pode funcionar” e realçou que incluir o setor privado e dar-lhes incentivos seria fundamental.

Por sua vez o Chefe do Gabinete do Presidente do Zimbabwe, agradeceu ao Banco pelo seu programa de reforma da governação empresarial e dos contratos públicos no Zimbabwe através do reforço da capacitação, monitorização e avaliação, do setor da saúde e de mais 4,1 milhões de dólares em apoio institucional que o BAD deu às empresas estatais do país.

Referindo-se ao Zimfund sublinhou que este, tem sido uma importante fonte de apoio orçamental para o Zimbabwe em infraestruturas e agricultura.

O responsável do BAD no Zimbabwe, Moono Mupotola, disse que o programa de 10 anos que terminará em Junho de 2022 será substituído por um novo fundo, alargando-se às TIC e aos programas digitais e dando continuidade ao apoio técnico.

 

O que achas do Zimbabwe estar a pagar as dividas em atraso? Não era preferível terem reestruturado a dívida? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Imagem: © 2017 Natanael Ginting / iStock
close
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.